Elysion 4th CD ~ ENG - PORT

Ir em baixo

Elysion 4th CD ~ ENG - PORT

Mensagem por Beatorisu em Qui Ago 05 2010, 22:36

Lembrando que: !

1- As traduções não são perfeitas. Nem de longe. Foram feitas somente com o intuito de que todos possam saber pelo menos do que se trata.

2- Conforme traduções melhores forem sendo feitas, provavelmente os topicos serão atualizado ou ... bem. entenderam.

3- A tradução a seguir foi feita por mim a partir do Japonês (romaji) e Inglês. A base de romaji e tradução em inlgês provém dos respectivos sites:
Azaeri - romaji por Kadou
White Crow - tradução para inglês por Kurobara

Dito isso, vamos às traduções ~ n.n


ERU NO RAKUEN ~ SIDE E (o paraíso de El ~ Lado E)

Spoiler:
Eu nunca amei uma mulher em toda a minha vida
Entretanto, sua existência fez crescer em mim algum tipo de significado especial
Porque… Eu decidi o nome daquele bebê há muito tempo atrás

Uma vez mais, a porta para Elysion é destrancada

Em uma terra branca, com gotas escarlates
Uma trilha é desenhada, o símbolo do pecado
Ainda segurando algumas velhas moedas em sua mão
O homem riu enquanto caia

A imagem daquele amável sorriso
Vem a sua mente como se o envolvesse
Para alcançar o fim da ilusão
Ele esticou sua mão para a porta

(E então a realidade daquele homem decai)

Toda vez que a menina tosse
A dor em seu peito a mantém afastada da primavera
Seu cobertor está desgastado, mas ela ainda pode sonhar
Ela não esquece o calor daqueles tempos em que ela conheceu o amor

Para retornar, ela afunda
Até o fundo de seu amado mundo
Como se o fim da ilusão o convidasse
A porta é aberta

(E então a fantasia dela é esmagada)

Nee papa, que tipo de flores nascem no paraíso?
Nee papa, que tipo de pássaros cantam no paraíso?
Nee papa, meu corpo não doerá mais no paraíso?
Nee papa, sempre estaremos juntos nesse paraíso?
Nee papa…

(O vento da noite atingindo a janela, a respiração estimulada)
(Um quarto vagamente iluminado, uma menina risonha)
(A vazia luz da lua, um suspiro branco)
(Um quarto sujo)
(Os joelhos da garota estão ficando cada vez mais finos)
(A questão continua sem parar)
(A curiosidade dela sobre o paraíso é duradoura)
(Ah, a garota não consegue ver que há um corpo a seu lado)

Nee papa.
O que, El?
Você sabe que dia é amanhã?
O aniversário da menina mais linda do mundo.
Eu realmente gostaria de um livro ilustrado como presente de aniversário!

Porta fechada
A ilusão daquele homem se volta em uma cruel realidade
Porta fechada
A verdade daquela garota se torna uma elegante ilusão
Porta fechada
O paraíso daquele homem se torna um eterno inferno
Porta fechada
O inferno daquela menina se torna instantaneamente num paraíso

Papa, que tipo de paixões nascem no paraíso?
Nee papa, que tipo de amor cantam no paraíso?
Papa, meu coração não mais doerá no paraíso?
Nee papa, viveremos sempre juntos nesse paraíso?

Nee papa, que tipo de flores nascem no paraíso?
Nee papa, que tipo de pássaros cantam no paraíso?
Nee papa, meu corpo não doerá mais no paraíso?
Nee papa, sempre estaremos juntos nesse paraíso?
Nee papa…


ARK

Spoiler:
“—Na caixa ilusória (cela), quebrando o tabu da modificação genética de órgão (hipocampo)
Pra ser um pomposo mas impotente Deus da criação, isso é o que todos vocês querem…”

… Desejo de amor à “Ark”

(Ansiedade, a época de reprodução. Um nevado dia in fevereiro. A memória de Soror. (irmã))

“Guie-nos até a arca que navega na direção do paraíso, libere os sentimentos (almas) das tristezas dessa terra.
Agora ela é presenteada com Ark, com a qual ela desejava.”
[O item conhecido como Ark] brilha sobre a luz da lua.

Memórias foram traídas pela chuva de palavras frias
Os dois abençoados, antes da esperança do amor eterno

“Hey… porque mudou? Nós estávamos tão apaixonados”
Mudando as lágrimas para um sorriso e se aproximando dele segurando [o item conhecido como Ark] (faca) em sua mão.

A arca do amor e do ódio
“Bem… Vamos retornar ao paraíso, irmão…”

(Retribuição, como a transferência de seda entre as mãos. Um dia chuvoso em junho, a memória de Frater. (irmão))

“Traição” é no que essa menina acreditava
“Paraíso da Evasão” ela clamou a ser uma louca crença
“Abrindo as asas e voando na direção do novo mundo” ela mesma insinuava
“Despertado da verdade” para ela, é uma arma do mal

O que se repetiu até o último momento foi a recorrência de memórias de um amor devastado
A mente enfraquecida repetia infinitamente as mentiras nesse dia…

Colapso, sem poder prometer ou reprimir, queimando pelos desesperos do pensamento
As feridas do relacionamento são profundas, mas doces, convidando obliteração.

– A arca da imoralidade
“Bem… Devemos voltar ao paraíso, irmão…”

Assunto Experimental #1096, também conhecida como Soror (irmã) (Soror com a “Ark”, Frater no escuro)
Assunto Experimental #1076, também conhecido como Frater (irmão) morto (Soror como a “Ark”, Frater está morto)

“Tipo excessivamente exposto, confiança excessiva resultando na morte como condição” modelo também conhecido como “Tipo ilusório, síndrome Ark dependente. (Ark)

Gradualmente próximo de ser um, lembrando da insana ilusão
Desejando por um beijo nos lábios, lentamente distanciado do paraíso

Mesmo se o semelhante trauma ressoante uns com os outros, mas nunca…

“—Na ilusória caixa (cela), quebrando o tabu da modificação genética de órgãos (hipocampo)
Para ser um pomposo, mas impotente Deus da criação, isso é o que todos vocês querem…” Não é?

As pétalas das flores que desabrocharam espalhadas pela escuridão
A garota sibilou “Vamos voltar ao paraíso”

… Desejo de amor a “Ark”

O observador suspirou para os céus
O perdido [mão esquerda, dedo mínimo] (local) dói na solidão

– Voltando sua atenção para o monitor
Ah… Antes despercebido, ele viu o homem mascarado parado atrás da menina —


ERU NO EHON - MAJO TO LAFRENZE (O livro ilustrado de El - Maga e Lafrenze)

Spoiler:
Onde árvores escuras crescem densamente, onde o choro medonho dos pássaros pode ser ouvido
Numa floresta no meio do nada, o bebê foi abandonado
Felizmente, ou infelizmente, aquele que achou o bebê deixou-o como se para escondê-lo de outros olhos
Era uma bruxa de olhar penetrante que fora expulsa se seu reino, a “Velha Rosa Vermelha”
Com um cabelo prateado, olhos vermelhos e a pele pálida como a neve
Pouco tempo depois, o amável bebê cresceu
Em uma garota cuja beleza deixaria você sem respiração
O inesperável é a base de tudo. E por mais que corra, também corre o tempo.
E como todos esperavam, a cortina desse conto que vaga entre dois paraísos é aberta

Lafrenze, você não pode esquecer…!

O cabelo prateado balança no vento, Lafrenze reza pelos mortos
Pequenos lábios cantando um requiém. Cante, Lafrenze, com um eco eterno

Serpentes imergindo no tempo, A norma das correntes queimadas
Lycoris desabrochando fora da estação, o Elysion que não retornará
Se a vela se apagar, você não poderá cruzar o rio
Esquecendo o começo, abraçando vastos céus

Droga, Lafrenze!
A harmonia de rugidos dramáticos…
Detestável Lafrenze!
As chamas amaldiçoadas estão queimando

Ainda sabendo que aquilo é uma mera ilusão, aqueles que vivem ainda procuram o paraíso do outro lado
E assim fazem os mortos, que não podem retornar, estão procurando pelo paraíso do outro lado
O profundo e gelado rio de Hades que separa os dois
As lágrimas daquela donzela jamais desaparecem, apenas aumentam a quantidade de água no rio dos lamentos

A linda melodia da Lira liberta a donzela de seu pesadelo
O poeta de olhos tristes, o nome desse jovem é…
Lafrenze, você não pode esquecer…
Você é aquela que guarda o Último Portão, mantendo o mundo afastado das mãos das almas doentes caçando em Hades.
Você não pode deixar a barreira de sua castidade ser quebrada…

A avó desapareceu deixando seus lábios fechados
O vento soprou contra ela e entendeu que sua solidão vinha de sua solidão
Ela abriu os lábios conforme ele a visitava
Ela ficou tão feliz que até esqueceu seu juramento

Era… a mágica do momento no qual eles tocaram um ao outro
Seus batimentos acelerados fizeram tocar os pequenos sinos
A mágica do momento no qual eles olharam um ao outro
Ela conhecia o amor, a chama proibida

Quando você tem um, então você quer dez
E uma vez que tenha dez, então você quer cem
Essas chamas não sumirão até queimarem ele em nada

Lafrenze, você não deve esquecer

O desejo da paixão sufoca Lafrenze, sua flor de pureza foi dispersa
Ela, que não conhece amor ou ódio, abraça as chamas negras
Ele, apenas tateando-a, desprendeu o cadeado da gaiola do monstro da escuridão
E ela desce em direção ao fundo de Hades, conectada com o interior da garota

O som de passos se aproximando é ouvido…
E eventualmente, Orpheus sobe correndo a escadaria da escuridão segurando a mão de Eurydice
Entretanto, a garota está ciente da traição, e canta uma maldição impiedosa
Ah, e muito breve ele infortunadamente voltará seu olhar

A bruxa deu a luz a Lafrenze, ou foi ela que deu a luz a bruxa?
Assim é como a história alcança sua página final.


BAROQUE

Spoiler:
(Aquela menina… Poderia ela ser minha Elise?)

Senhor, confesso, eu matei alguém.
Eu, com minhas próprias mãos, matei uma importante pessoa.

Pensando sobre isso, eu tenho uma personalidade covarde desde pequena.
Outras pessoas pareciam de algum modo incrivelmente assustadoras para mim.

O mundo que eu conheci e o mundo que outras pessoas conheciam.
A sensação que eu senti, e as sensações que outras pessoas sentiram.

Ser diferente era algo que eu temia.
Porque em algum momento eu soube em meu inconsciente que isso estava ligado à rejeição.

Mesmo em amigáveis círculos de conversa, juntar-me a eles parecia aterrorizante.
Eu não tinha idéia, depois de tudo, como rir junto com outros.

Apesar de que seria maravilhoso estar acostumada com a situação, minha boca sempre estava fechada.
A primeira a cumprimentar uma pessoa como eu, foi ela.

Ela era uma linda dama, ela era uma dama de bom coração.
Ela era uma dama arrebatadora, com um sorriso macio como a lua.

Bem no início eu não tinha certeza, mas logo eu comecei a gostar dela.
Durante minha breve convivência com ela, eu aprendi muito.

Que ser diferente era individualidade, e reconhecimento era a existência de outras pessoas.
Que o que era importante não era ser igual, mas alcançar o entendimento mútuo de cada um.

Mas, nesse ponto, ela e eu éramos muito diferentes.

Eu percebi a vacilante chama da paixão queimando em mim.
Até o ponto em que eu não sabia nem o que fazer por mim mesma, eu me apaixonei por ela.

Eu me enchi de coragem e confessei todos meus sentimentos.
Mas meus sentimentos foram rejeitados por ela.
Suas palavras naquele tempo foram incrivelmente tristes.
Com aquela conclusiva “diferença”, eu percebi que nunca conseguiríamos entender uma a outra.

Minhas memórias depois disso são misteriosas e objetivas.
Ela estava fugindo, chorando e eu a estava perseguindo.
Tropeçando no pavimento para tornarmos juntas as donzelas de Baroque.
Enquanto amaldiçoávamos o amor, rolamos escada de pedra abaixo.

Esse coração torto, essa concha torta.
Terá sido desfigurada minha pérola vermelha?

Eu não estou confessando porque quero o perdão de alguém.
Até porque esse pecado é o laço que me liga a ela.
Esse pecado sozinho, eu não deixarei nem Deus perdoar.

“Nesse caso, eu perdoarei”

(canto: “Donzelas de Baroque / as duas garotas de Baroque.)
– um violento trovão. Uma figura surgindo.
Sem ser percebido, um homem mascarado estava em pé atrás do altar –


ERU NO SHOUZOU (o retrato de El)

Spoiler:
Um cristal branco dança no vento
A valsa das árvores congeladas, o paraíso se mantém tão distante
O menino de olhos escuro corre pelo caminho removento o vento
Há uma estrada cercada por árvores congeladas, há uma casa deserta na floresta

O que o menino encontrou foi o retrato de uma garota
E pela palidez anormal dela se apaixonou.

Há um assinatura com uma caligrafia infantil e um título estranho:
“Para minha adorada filha, Elys, no seu aniversário de 8 anos…”

Uma fantasia que leva à decadência, um romance que continua sendo repetido
A tristeza nascer para abraçar a dor
O quarto horizonte, o nome desse paraíso é “Elysion”
E então… Quantas vezes serão abertas as portas do céu?

Logo, o menino procurará por sua L (ideal)
Eventualmente, o garoto encontrará sua L (fechadura)
Logo, o garoto procurará por sua L (Elysion)
Eventualmente, o garoto encontrará sua L (a menina)

A filha se torna uma mãe, e a mãe tem uma filha
E assim o pecado do paraíso perdido se repete eternamente

No espaço entre a porta do começo e a do final
EL e ABYSS encantam-se mutuamente – O retrato do amor e do ódio

Suas mãos estão manchadas com proibição, apaixonando-se tantas vezes
Eva e Adão desejam um ao outro – O retrato do amor e do ódio

Finalmente o menino se mata por causa do homem
E a menina se mata por causa da mulher
Os pecadores vagueiam na terra perdida do tempo
Que tipo de paraíso eles construirão lá?
A ilusão que Elysion nos mostra constantemente
É apenas um traço do Eden que deveria há muito estar perdido
Ah, nesse mundo estéreo de beleza, quantas fantasias alçarão voo?


YIELD

Spoiler:
(Aquela menina… Poderia ela ser minha Elise?)

Uma filha única semeia a terra
Desde o passado imutável até o futuro que não vem

Com uma escritura infértil, você sorriria?
Nesse caso, você deve estar contente…

Abaixo da persistente neve, espera a primavera. Uma vez que o verão passe haverá um maduro outono.

Colheita, colheita. Ela produz o fruto.
La La última colheita. Ela produz a delícia.

Por apenas uma noite, eu não me importo um sonho (um caso)
Porque uma mulher pode fazer isso pela eternidade.

Com um amor infértil, você sorriria?
Depois de tudo você deve estar contente…

A noite congelante tem um sonho, uma vez que o verão passe, sentimentos amadurecerão.

Colheita, colheita. Ela produz o fruto.
La La última colheira. Ela produz a delícia.

(3) Um número instável… (3-1) A fórmula típica
O problema não é a natureza do numero. É apenas… Um símbolo para quantidade.
O mundo procura estabilidade. Apresse-se e escolha um ou outro.

Porque pessoas se apaixonam e se conhecem em épocas apropriadas (estações)?
Ah… Pai… Mãe
“—Mesmo assim, eu quero me tornar feliz…”

Doces La La Doces. La La fruto vermelho brilhante.
Se não pode ser colhido, apenas precisa ser apreciado…
Doces La La Doces. La La fruto vermelho brilhante.
Ahh… mas não é que um pescoço…

Duas mulheres, um homem. Quem é o mais infeliz?
Uma fruta caída… O som de algo desmoronando. Um número equilibrado… O som de algo sendo puxado.

3-1+1-2

– No final, um homem mascarado apareceu.
Depois que eles desapareceram quem ficou para trás parado no campo–?


ERU NO TENBIN (a balança de El)

Spoiler:
Assassinato, roubo, sequestro, contrabando…
Para conseguir dinheiro ele venderia a alma para o demônio
Não é sobre como ele o fez, até porque ele não tem um alvo concreto
Uma situação de pressão: Ele realmente precisava daquele dinheiro
A balança continua pendendo, e antes que a pan da esquerda caia
Dinheiro conseguido por seus esforços era necessário na pan da direita
E então, naquela noite, o homem mascarado dança controlado pela balança…

Olhando para o silêncio na noite, como se eles fossem vestidos na escuridão
Eles olharam nos olhos um do outro
Sob a romântica luz da lua, eles fecharam seus lábios e seguraram a respiração

Evitando os perseguidores que passavam com pressa, eles tomaram a mão um do outro
Aqueles que vivem encantados com um voo dramático, estão agora consagrados a amar

Adeus (junto com o cão caçados de autoridade, essa é uma combinação útil)
Adeus (se eu vender minha filha estarei apto a comprar meu lugar no governo)

Mesmo sabendo que o amor entre duas classes sociais é proibido
“Ele” e “Ela” se apaixonaram um pelo outro
Recusando as regras sádicas da aristocracia
Ela decidiu quebrar a prisão
Ah, isso é uma tragédia!

Na beira do destino, buscando por controle
Vida e morte desafiam uma a outra
E quando a vida é sobre risos de um drástico drama memorial
Ao contrário, é uma comédia

Adeus (numa sociedade onde traímos aqueles que pagamos como empregados)
Adeus (se é outra pessoa, é miserável dizer que é irracional)

A jornada para Elysion, um navio que viaja rumo a liberdade
No final da fuga, eles alcançaram o margem de um rio
E quando o homem disfarçado de barqueiro estalou os dedos
A sombra de uma capa negra apareceu cercando o barco

Não se preocupe em retornar a tarifa de passagem
Já que você já pagou mais que o suficiente por isso
Entretanto, a jornada dele termina aqui
É uma pena, não?

Desde que minha filha volte sã e salva, será o bastante
E no que diz respeito ao rapaz, não hesite em matá-lo
A contagem disse que sem deixar seus olhos serem vistos sequer uma vez
E uma bolsa cheia de moedas atingiu a mesa
Pessoas são sempre felizes quando não sabem de nada
Mas quando desejamos outras pessoas, nós fazemos todo o possível para entender tudo
Porque temos sempre de andar em direção a nossa própria destruição?
Um casamento brilhante, uma noiva feliz
Que tipo de cenário a Deusa do Destino preferirá?
Um casamento ostentoso, uma noiva desaparecida
A Deusa da Ruína não perderá uma lágrima sequer

“Ah, eu sinto minhas costas como se estivessem queimando”
O homem estendeu sua mão e sentiu que algo estava enfiado nele
E quanto ele olha sua mão manchada de sangue, lentamente começa a cair

Ah, elas estava atrás dele, encarando-o com uma face assustadora
Tomando um passo para trás, ele gritou e correu para dentro da profunda escuridão
Perdendo sua consciência gradualmente

Ele apalpou o chão para alcançar sua chave enferrujada
A porta estava na frente de seus olhos, e se ele não se apressasse
Logo, muito brevemente, o que ele havia prometido a sua filha…


SACRIFICE

Spoiler:
(Aquela menina… Poderia ser ela minha Elise?)

(Sacrifício, Sacrifício, ah… Sacrifício, Sacrifício, ah…)

A irmã mais nova cujo inocente sorriso é encantador
Era amado por Deus, então claro seu nascimento fora alegre.

Um lindo anjo incapaz de fazer algo por conta própria
Amada por todos, ela era invejada.

Não me lamente com minha feia aparência…
“—Faz com que eu me sinta miserável, seria melhor se ela morresse…”

(Sacrifício, Sacrifício, ah… Sacrifício, Sacrifício, ah…)

No dia seguinte a irmã mais nova ficou com febre e permaneceu na cama.
Me desculpe, Deus, aquele desejo fora somente uma mentira.

Meu arrependimento chegou? Eventualmente sua febre baixou.
Mas nesse tempo, a mãe caiu nas profundezas da doença.

As palavras que mãe deixou para trás enquanto morria foram…
“- – Sua irmã mais nova é diferente das outras pessoas, então ajude-a…”

(Sacrifício, Sacrifício, ah… Sacrifício, Sacrifício, ah…)

Mãe faleceu e então nosso estilo de vida mudou.
Então para que vivêssemos eu trabalhava dia e noite.

Os homens na vila eram bondosos comigo, mas
As mulheres da vila tornaram-se frias em relação a mim.

Era um estilo de vida indigente, mas havia carinho nele…
“- – Nós vivemos juntas, mas isso em si era felicidade…”

“E ainda assim por que… nós recebemos esse tratamento cruel… diga-me, Deus!
“Ela era uma criança abençoada mandada por Deus. Ela não é sua criança, Deus?

- – A noite em que foi descoberto que a irmã mais nova carregava um bebê
Os homens da vila silenciosamente trocavam olhares entre si.
Dividir o pesado silêncio era um som tão alto que os fazia duvidar de seus ouvidos.
O som da jovem amante do alfaiate batendo na bochecha da irmã mais nova.

(Vagabunda… Criança miserável… Interferindo… Pequena ingrata…)

- – Memórias Fragmentadas… Anos de condenação…
Ah… O que são essas mulheres gritando? Não gosto disso.
O mundo sacudiu violentamente. Eu peguei a jovem amante para atirá-la longe…

Um campo de visão tingido de vermelho sangue. O gosto amargo de sujeira e ferrugem. O argumento voando para cima de nós. As duras palavras do padre.

(Castidade… uma promessa de demônio… sementes da catástrofe… A Virgem Maria… Todos… Para Gabriel… Queimando na estaca…)

(“Ah, os demônios são vocês!”)

- – E… no final, a irmã mais nova disse: “obrigada…”

Palavras imprudentes, tratamento imprudente, eu imagino quanto tem ferido ela.
Mas ainda, tudo… Porque ela é uma garota bondosa… Tudo será perdoado, certo…

(Mas, eu certamente não serei perdoada…!)

(Se não tivéssemos escolha senão esse mundo no lugar no Paraíso, depois de tudo
É melhor para todos os pecadores voltar às cinzas!)

- – Uma jovem solteira descalço com um amargo sorriso congelado em seu rosto.
A chama tremula. Através da escuridão ela viu um homem mascarado”—


ERU NO EHON - FUEBUKI OTOKO TO PAREDO (o livro ilustrado de El - o flautista e a parada)

Spoiler:
Oh meus amigos, prisioneiros inocentes
Nós fomos libertados das correntes desse mundo
Todos estão livres para participar, mas a ninguém é permitido partir!
Uma procissão funerária no crepúsculo, bem vindos à Parada do Paraíso!

O desfile continua até o máximo → Vai em direção ao fim do mundo
A sua frente, o homem mascarado toca a flauta → virando suas costas ao sol poente
O desfile continua até o máximo → Vai em direção ao fim do mundo
Uma menina que canta está sentada em seu ombro → Seguindo o ritmo da flauta

Para aqueles que carregam cicatrizes em seus corações
É irresistível o som diabólico

Oh, vizinhos desafortunados
Nós fomos libertados das correntes desse mundo
Todos são livres para se juntar, mas a ninguém é permitido partir!
A falecimento… Bem vindos ao Desfile do Paraíso!

A parada continua até o máximo → Vai em direção ao fim do mundo
Uma mulher de cabelos vermelhos dança → Virando suas costas ao sol poente
A parada continua até o máximo → Vai em direção ao fim do mundo
A assustadora tatuagem de um Pierrô enforcado ri → Seguindo o ritmo da flauta

Para aqueles que mantém a escuridão em seus corações
O som diabólico é irresistível

Tentados pelo som da flauta
Um por um, eles formam uma fila
Eventualmente essa parada
Interceptará o crepúsculo, e enterrar-se no horizonte

Por exemplo, uma menina que confiou na arca…
Por exemplo, a dama da jóia pervertida/devassa…
Por exemplo, uma mulher que enganou a colheita…
Por exemplo, uma irmã mais velha sacrificada por causa da mais nova…
Por exemplo, uma mulher que foi manipulada pelo pó de estrela…
Ninguém conseguirá escapar de ABYSS, o homem mascarado.

Prazer em conhecê-las, lamentáveis mulheres
Bem vindas ao Desfile do Paraíso!

Manipulando o som da flauta
Um por um, pessoas se juntam a parada
Eventualmente essa parada
Trairá o crepúsculo e colocará o horizonte em chamas…


STARDUST

Spoiler:
(Essa menina… Poderia ela ser minha Elise?)

Nós combinamos, não? Com isso, nós combinamos, não? Ah, estou tão feliz…

(hm hm hm StarDust)

Garotas não são objetos mudos, bonecas feitas apenas para serem bonitas.
- – Você entende, meu querido?

Não há ferramentas para sua débil auto-estima.
- – Você, egoísta, tem outra durante a noite?

Não é natural sufocar quando sua garganta é apertada?
- – A lua deixou você louco?

Mas não há ajuda, há? Porque eu estava apaixonada.
- – Porque as estrelas me deixaram louca?

Vestido vermelho sangue, saltos vermelho sangue, batom vermelho sangue, rosa vermelho sangue.
Cada homem passando virou a cabeça…
Na mão esquerda um buquê, na mão direita uma promessa, a urgência que não podia ser parada de sair correndo.

Nós combinamos, não? Com isso, nós combinamos, não? Ah, estou tão feliz…
Sua camisa branca agora está em um vivo escarlate.
Nós combinamos, não? Com isso, nós combinamos, não? Ah, estou tão feliz…

“Eu não me importo em virar poeira se um dia eu puder me tornar uma estrela. Eu estou brilhando? Hey, eu estou brilhando?”

“É um lindo céu estrelado, não é?”
…Esse é o suspiro de uma mulher fascinante.
“Você é ainda mais bonita.”
… Esse é o suspiro de um homem sedutor.
Amantes olhando para cima no céu noturno. Uma visão muito comum.
Casos de amor repetidos. Algo muito trivial.

Esse tipo de momento caprichoso é acreditado ser eterno.
Esse tipo de algo incerto é acreditado ser o destino.
Chorando, rindo, amando, odiando.
Naquele breve momento, pensamentos são conduzidos para uma luz de um distante passado.

Aquelas estrelas já foram destruídas?
Ou continuam brilhando, no caminho para a destruição?
Próximo a extraordinária medida de anos luz,
A vida das pessoas pode não ser nada mais do que momentâneas visões…

- – Algo tão trivial. Ainda assim, apenas uma simples coincidência.
Ah… Por uma simples coincidência ela viu.
Usando roupas brancas combinando, parecendo tão felizes, andando juntos.
O homem e uma mulher desconhecida…

Nós combinamos, não? Com isso, não combinamos, não? Ah, estou tão feliz…
Sua camisa branca agora esta—

“… por quê? Por quê? POR QUÊ?!”

Vermelho que entra em contato com oxigênio eventualmente se transforma em preto, marcando a realidade que os dois não poderão mais tornar-se um eternamente…

As congelantes estrelas azuis-prateadas estão queimando com o esplendor da destruição.
Sonhando com um paraíso perdido. Mostre-me o caminho, a luz de stardust (poeira da estrela)

- – Por mais que memórias não possam ser enterradas como luz do passado
Solitários fantasmas continuarão a vagar nas planices.
A mão de uma mulher é tristemente curta e não pode alcançar as estrelas.
Ah… Segurando essa mão estava um homem mascarado. —


ERU NO RAKUEN ~ SIDE A (o paraíso de El ~ Lado A)

Spoiler:
A voz de alguém chamando é ouvida
Portanto a garota abre os olhos
Abraçada por um vento agradável
Ela é levada para claros céus

Mas… tem alguém chorando?

Talvez seja apenas minha imaginação
(Sim, deve ser apenas sua imaginação)
Não, não é isso!
(Talvez seja apenas o vento)

É impossível que alguém esteja chorando no paraíso
(É verdade, ninguém pode chorar)
Entretanto, isso é o paraíso
(Sim, isso é o paraíso)

Em algum lugar, alguém está chorando…

E o que aconteceu com a tristeza e a dor?
(Não existe algo assim aqui)
Esse é um mundo cheio de felicidade?
(Sim, é isso que o paraíso é)

É impossível que alguém esteja chorando no paraíso
(Sim, então não chore)
Entretanto, isso é o paraíso
(Isso é porque aqui é o paraíso)

Isso é verdade, eu sei…

(O quarto horizonte, a sombra natural do paraíso…)

O céu é de tempestade, árvores estão despedaçadas, flores se desfazem e decaem
Essa terra de perversão cairá até o fundo da escuridão
El nasce, El sente dor, El alcança seu último desejo
Procurando pelo sono calmo, ela cai com um sorriso em seu rosto

Ark (a esperança confiada pela arca)
Baroque (procure um pelo outro como uma paixão distorcida)
Yield (apesar de olhar ansiosamente pela colheita dos sonhos)
Sacrifice (o pesado sacrifício continua sendo pago às cegas)
Stardust (e finalmente, nós esticamos nossas mãos para alcançar o pó de estrela)

Sem ser aturdido pelos 4 paraísos inseridos
O lugar que você chega após cair numa vertical é: ABYSS
De onde eu vim, para onde eu vou? De quem é o sonho de tudo isso?
Como eu não percebo a mão que é segurada, eu estou apenas caindo
El nasce, El sente dor, El alcança seu último desejo
Procurando pelo sono calmo, ela cai com um sorriso em seu rosto…

Uma fantasia que leva à decadência, um romance que continua sendo tecido.
A tristeza que nasceu para abraçar a dor. Uma porta que foi aberta milhares de vezes.
O quarto horizonte, o nome desse paraíso é ELYSION
Mas que também é conhecido como ABYSS

_________________
Nothing seems to be written in the textbook of love



gif by Phii ~

Spoiler:





avatar
Beatorisu
Representante da Remi
Representante da Remi

Mensagens : 1259
Data de inscrição : 02/08/2010
Idade : 27
Localização : ignorada, perdida no mundo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum